Projeto Ave Missões: Pesquisa, Educação Ambiental e Conservação com Aves da Região Noroeste do Rio Grande do Sul

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Jacus do RS: espécie redescoberta no Turvo!

Jacupemba no Turvo. Foto: D. Meller.
Jacus são membros galináceos da família dos Cracídeos, de médio a grande porte, com caudas longas e hábitos predominantemente arborícolas (del Hoyo et al. 1994).

Existem três espécies de jacus com ocorrência no Rio Grande do Sul, além do aracuã (Bencke et al. 2010). Uma delas é bastante comum, outra rara e ameaçada de extinção e outra considerada extinta.

A primeira delas é o jacuaçu (Penelope obscura), espécie bem conhecida e amplamente distribuída por todo estado. Uma das principais características desta espécie é o peito com riscos claros em forma de estrias verticais.

Jacuaçu (Penelope obscura) fotografado no Caaró, em Caibaté. Foto: D. Meller.

A segunda espécie é endêmica da Mata Atlântica e ameaçada de extinção ao longo de toda sua distribuição, a jacutinga (Pipile jacutinga). A espécie tem no Parque do Turvo um dos últimos refúgios no território gaúcho. É ameaçada principalmente pela perda de habitat e pela caça (Bencke et al. 2003).

Jacutinga (Pipile jacutinga) no Parque Estadual do Turvo. Foto: D. Meller.

Por fim, a última espécie tem sido considerada extinta no Rio Grande do Sul, tendo sido cogitada a possibilidade de ainda ocorrer no Parque do Turvo, uma vez que em Misiones, Argentina, parece ser a espécie de jacu mais comum (Bencke et al. 2003, E. Krauczuk obs. pess.). No entanto, pode ser difícil distingui-la do jacuaçu, e sua ocorrência neste parque permanecia incerta.

No último fim de semana, no entanto, pode-se confirmar as suspeitas de que ainda ocorre no estado. Após os vigilantes alertaram a presença de dois jacus, um deles pousou bem no aberto e pude fotografar de forma a pegar as características que diagnosticam a espécie. Principalmente, o peito com manchas claras em forma de escamas confirma a espécie como a jacupemba, diferenciando-a do jacuaçu, que tem o peito estriado.

Jacupemba (Penelope superciliaris) no Parque Estadual do Turvo. Foto: D. Meller.

Agradeço ao amigo e ornitólogo Glayson Bencke que confirmou a identificação. A espécie deve deixar a lista de extinta do estado gaúcho ainda nesta atualização.

Cada vez mais o Turvo surge com novidades e divulgá-las em prol de sua preservação é nossa missão!!! 

Salve o Turvo, Salve o Yucumã!

---------------------------------------------------------------------------------
Veja também

---------------------------------------------------------------------------------

9 comentários:

  1. O cara certo no lugar certo só podia dar nisso !
    Salve o Turvo, Salve o Yucumã! Grande abraço, Dante !

    ResponderExcluir
  2. Que beleza!!!! Parabéns e felicidades nesta nova jornada no Turvo! Com certeza uma missão importante para a preservação no RS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Edenice!! Uma hora quem sabe apareço por aí pra pegar umas dicas de gestão contigo... Um abraço!

      Excluir
  3. Tenho sido "visitado" aqui em Porto Alegre frequentemente por duplas de Jacuaçus. Moro no Morro Santa Teresa (o morro da TV) e esses lindos pássaros começaram a aparecer por aqui há uns seis meses atrás.

    ResponderExcluir
  4. Olá! Encontrei seu blog enquanto pesquisava sobre uma ave. É uma especie desse jacu!
    Trata-se de um casal com três filhotes! O que posso fazer para ajudá-los?

    ResponderExcluir