Projeto Ave Missões: Pesquisa, Educação Ambiental e Conservação com Aves da Região Noroeste do Rio Grande do Sul

sábado, 15 de junho de 2013

Surucuás - tranquilidade nas matas

Surucuá-amarelo (Trogo rufus).
Os surucuás são aves de plumagem colorida, com características uniformes, podendo ser separados por espécies de barriga vermelha e amarela, todos combinando a estas cores tons metálicos de verde, azul ou violeta em outras partes da plumagem. 

A cauda, com retrizes graduadas e quadradas, apresenta belos padrões diagnósticos de marcas pretas e brancas [1].



Macho do surucuá-de-barriga-amarela (Trogon rufus) no Parque Estadual do Turvo. Foto: D. Meller.

Em geral, os surucuás permanecem pousados eretos em seus poleiros por longos períodos, mantendo o dorso arqueado e a cauda balançando pausadamente para cima e para baixo. Devido à sua índole preguiçosa e plumagem vivamente colorida, tornam-se alvo fácil para caçadores. As fêmeas combinam cores mais apagadas em suas plumagens [1].

Fêmea do surucuá-variado (Trogon surrucura) em Santo Ângelo. Foto: D. Meller.

São duas espécies com ocorrência no RS, sendo o surucuá-variado a mais comum delas. O surucuá-de-barriga-amarela é bem mais raro, na região noroeste, até onde se sabe, está presente no Parque Estadual do Turvo, Terra Indígena do Guarita e também nos arredores de Garruchos. Já o surucuá-variado ocorre praticamente ao longo de toda esta região [2].


Particularmente, sempre gostei muito dos surucuás, tanto por serem aves de beleza espetacular, como por inspirarem tranquilidade e serenidade. Além do mais, sua índole passiva também nos inspira a sermos discretos. Engraçado como a natureza está sempre ensinando valores ao ser humano, basta prestarmos um pouco mais de atenção e um mundo novo se abre à nossa percepção. Diga-se de passagem, um mundo de aventura e tranquilidade... um mundo de paz e harmonia... um mundo onde encontrar o pão de cada dia é sinônimo de missão cumprida... é sinônimo de encontrar a paz.

Referências

[1] Sigrist, T. (2009) Guia de campo Avis Brasilis - Avifauna Brasileira: Descrição das Espécies. São Paulo: Avis Brasilis.

[2] Belton, W. 1984. Birds of Rio Grande do Sul, Brazil, Part 1: Rheidae through Furnariidae. Bulletin of American Museum of Natural History, 178: 369-636.

Veja também:

Choquinhas do Turvo

2 comentários:

  1. Muito bom Dante.
    Nunca canso de fotografar os surucuás.
    São belas aves.
    Me chama a atenção mais ao sudeste do Brasil termos o surucuá-variado com a barriga de cor amarela.
    Este mês a revista Terra da Gente destaca na capa uma ave parente dos surucuás e de beleza fantástica também.
    Abraço,
    j-marcelo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, J-marcelo! Tbm me chama atenção essa subespécie do sudeste... Valeu, abraço!

      Excluir