Projeto Ave Missões: Pesquisa, Educação Ambiental e Conservação com Aves da Região Noroeste do Rio Grande do Sul

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Os pássaros da costa do Sapucay

Bentevizinho-de-penacho na costa do
rio Uruguai. Foto: DAM.
* por Dante Andres Meller
Imagine um lugar com vistas lindas, tão admiráveis que se recusa a memória esquecê-las...

Imagine um lugar com lendas vivas, tão saudosas que ainda pulsam no coração e voz dos cantos nativistas missioneiros... 

De quebra, imagine um lugar onde pássaros raros ainda soltam seus sapucais (gritos guaranis de comunicação), tão fortes que ecoam pelas fronteiras irmanando duas pátrias queridas: Brasil e Argentina.

A comunidade Três Bocas em Porto Mauá dispõe de uma das trilhas ecológicas mais bonitas da região Noroeste do estado. Coroada pelas encostas florestadas e abrilhantada pelo serpenteio do rio Uruguai, a Trilha Ecológica das Três Bocas é deslumbrante. Além de tudo, há um ar de importância cultural, quando na porta de entrada da trilha está a memória sepultada do lendário Sapucay, eternizado pela voz do cantor das águas, Cenair Maicá, em Baile do Sapucay.

Memória do Sapucay, em Porto Mauá. Foto: DAM.

Apesar de nosso objetivo ao visitar o local ser as aves, foi especial conhecer um pouco mais da história da região. Antes mesmo de chegarmos ao começo da trilha já começávamos, porém, a encontrar as aves do local, que nos surpreenderam logo na chegada, quando um pica-pau-de-banda-branca foi visto e uma borralhara ouvida ao longe. Esta estava tão longe, que nem pra gravar o canto deu, mas mal sabíamos que ela nos esperaria mais pra frente...

Em direção à trilha, depois de ouvirmos um surucuá-de-barriga-amarela (Trogon rufus), começaram a aparecer várias de nossas amigas aladas.

Fêmea do gaturamo-rei (Euphonia cyanocephala) em erva-de-passarinho. Foto: Adaltro Cristiano Zorzan.


Guaracava-de-crista-alaranjada (Myiopagis viridicata). Foto: DAM.

Tietinga (Cissopis leverianus). Foto: Ingrid Sessegolo.

Nem havíamos adentrado a trilha e praticamente já tínhamos ganhado o dia. Mas ainda haveriam muitas surpresas pelo caminho...

Trilha Ecológica Três Bocas, em Porto Mauá. Foto: DAM.

Fêmea da borralhara (Mackenzianea severa). Foto: Pedro Sessegolo.

Macho da borralhara (Mackenzianea severa). Foto: Pedro Sessegolo.

Fêmea do tiê-do-mato-grosso ou tiê-de-bando (Habia rubica). Foto: DAM.

Durante a trilha ainda ouvimos a tovaca-campainha, o chocão-carijó e um provável grupo de periquitão-maracanã, que não pode ser confirmado pela grande distância.

Além de atravessar um trecho de mata densa, a trilha ainda passa por uma pequena cascata e termina em um mirante de encher os olhos... um local propício para observar rapinantes, com uma vista privilegiada do rio Uruguai.

Cascata na Trilha Ecológica das Três Bocas. Foto: DAM.


Mirante no fim da Trilha Ecológica das Três Bocas. Foto: Adaltro Cristiano Zorzan.

Após descermos para outro mirante, mais perto do rio, encontramos mais duas espécies incomuns, a maria-cavaleira e o bentevizinho-de-penacho.

Vista do rio Uruguai na comunidade Três Bocas, em Porto Mauá. Foto: DAM.

Maria-cavaleira (Myiarchus ferox), confirmada pelo canto. Foto: Paulo Buchabqui Rodrigues.

Bentevizinho-de-penacho-vermelho (Myiozetetes similis). Foto: Pedro Sessegolo.

Hora do almoço... churrasco preparado pela comunidade local, e logo logo partimos para a estrada da Volta Grande, outra comunidade na costa do rio. No local tem uma estrada que corta uma mata de encosta, onde continuaram aparecendo coisas interessantes... flores, borboletas, beija-flores e pássaros.

Borboleta na estrada da Volta Grande. Foto: DAM.

Beija-flor-dourado (Hylocharis chrysura) em malvavisco. Foto: DAM.


Beija-flor-de-papo-branco (Leucochloris albicollis). Foto: Adaltro Cristiano Zorzan.


Bico-virado-carijó (Xenops rutilans). Foto: Paulo Buchabqui Rodrigues.

Miudinho (Myiornis auricularis). Foto: DAM.

Flautim (Schifornis virescens). Foto: DAM.

Vira-folha (Sclerurus scansor). Foto: Paulo Buchabqui Rodrigues.

Um surucuá-variado no fim da estrada não só encerrava a passarinhada, como ainda nos possibilitava uma breve reflexão: O que é ser um observador de aves?

...Saber admirar as aves, não somente procurar espécies novas ou fazer lifers, mas reconhecer a beleza da natureza em cada oportunidade que ela nos traz. Ou seja, como deixar de se encantar com um surucuá-variado, por mais frequente que sejam suas aparições?! Que possamos sempre ter olhos para vê-lo, e tempo para apreciá-lo!

Surucuá-variado (Trogon surrucura). Foto: DAM.

Assim, encerrei meu dia agradecendo a São Francisco de Assis, em frente a uma gruta dedicada a ele lá na costa do rio, onde suas palavras estavam a ensinar quem dispunha ouvir: "Procure sempre mais amar do que ser amado". Obrigado por mais essa irmão da natureza e amigo do Senhor!

Obrigado também a todos os convidados e integrantes do Grupo Ave Missões que participaram desta saída a campo! Foi um dia muito especial, com mais de 70 espécies observadas, várias raras no Rio Grande do Sul. Vejam a lista completa aqui: Lista das Três Bocas.

Um abraço e até a saída de maio (Bozano e Cruz Alta)!
---------------------------------------------------------------------------------
Veja também:

Um dia no Matão
Observação de aves no cantão suíço das Missões
---------------------------------------------------------------------------------

12 comentários:

  1. Show Dante!!! Esse local vai pra lista TOP com certeza! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o Paulo!! Embora tenha sido apenas a minha 4ª saída, pude perceber muito bem que esse lugar é especial!! Abraço aos amigos passarinheiros e até a próxima!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Adaltro, com certeza, especial mesmo... Abraço!

      Excluir
  3. Belo relato, como sempre. Foi um prazer ter participado de mais uma saída do Grupo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela sua participação tbm Pedro!! Abraço

      Excluir
  4. Rendeu heim? Parabéns ao participantes. Vou tem que achar esse surucuá de barriga amarela na minha terra também

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rendeu sim Carlos, então, deve ter ainda alguns destes por lá... Abraço!

      Excluir
  5. Incrível postagem , parabéns ! Belas fotos e impecável relato , parabéns ao grupo !!!

    Ass.:Lucas N de Porto Alegre - RS

    ResponderExcluir
  6. Que legal, Dante.. Pena Rita e eu morarmos tão longe daí. Se fosse o contrário, participaríamos de algumas saídas destas. A convivência com o grupo é muito legal. Abraço.
    Rafael Ritter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Rafael, são sempre bem vindos a participar... Grande abraço!!

      Excluir