Projeto Ave Missões: Pesquisa, Educação Ambiental e Conservação com Aves da Região Noroeste do Rio Grande do Sul

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Primeira saída do Grupo Ave Missões em 2013

Participar de um Grupo ou Clube de Observadores de Aves é algo muito divertido, ao menos quando se gosta de passarinhar. Uma vez que nossas afinidades nos tornam mais semelhantes e próximos, observadores de aves se identificam com facilidade, tanto em conversas relativas às aves, como ao sair observá-las na natureza.

Encontro (Icterus pyrrhopterus) no PNM-SA. Foto: D. Meller.
       
O local escolhido para a visita do nosso grupo foi o Parque Natural Municipal de Santo Ângelo, uma área não muito grande à beira do rio Ijuí, mas que preserva belos trechos de floresta. Foram seis os participantes neste dia.

Grupo Ave Missões no Parque Natural Municipal de Santo Ângelo, RS. Foto: Marciane Cornely.

Observamos cerca de 44 espécies de aves, algumas somente ouvidas, o que é típico em ambientes florestais, outras vistas e algumas fotografadas. Não pudemos ver, por exemplo, um casal de inhambu-chintã (Crypturellus tataupa) que vocaliza a poucos metros de nós no sub-bosque da mata, mas só de ouvi-los de perto já é emocionante.

Arapaçu-escamado-do-sul (Lepidocolaptes falcinellus) no PNM-SA. Foto: D. Meller.

Dentre as espécies de aves observadas destacamos os registros da guaracava-de-crista-alaranjada, chupa-dente, arredio-oliváceo e arapaçu-verde, além de outros elementos naturais com beleza que as florestas nos proporcionam.

Arapaçu-verde (Sittasomus griseicapillus). Foto: D. Meller.



Agradecimento aos participantes do Grupo Ave Missões.

---------------------------------------------------------------------------------
Veja também:

Passarinhada em São Luiz Gonzaga / Rolador

---------------------------------------------------------------------------------

4 comentários:

  1. Realmente, a vocalização do inhambu-chintã foi muito bacana!!! Que venham muitas outras saídas em 2013!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Lu! Sua presença no grupo é sempre reconfortante!

      Excluir
  2. Essa saída teve algo de especial: trocamos a habitual predominância da observação visual pela observação sonora das aves... inhambu-chintã, chupa-dente, pi-puí, etc ... ... grandes e belas vivências !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Paulo. Mas somente quando entramos em uma floresta percebemos o quanto isso é importante. É bom praticar... Abraço!

      Excluir